Kit 10 Lampada Led 12w Lampadas Soquete E27 Eletro

segunda-feira, 29 de março de 2010

Falar é fácil, mas fazer é difícil

Em programa de radio semanal que a oposição faz todos os domingos, criticou a distribuição de poços em nosso município e deixou uma duvida se são dez poços ou oitos, mas na verdade são dez, com os poços de furnas e patativa (batuba) os únicos que foram furado para servi uma comunidade, porque os outro foram furados em lugar de difícil acesso para a comunidade, portanto a tendendo só o interesse dos proprietário.mas fica uma pergunta ,onde eles furaram os poços quando eles tava no poder?(Marcilio) Porque eles não diz ,isso é normal todos fazem assim, quando estão no poder,nunca pensa no coletivo.pensa em fazer politicagem,é hoje foi no passado e vai se no futuro.

quarta-feira, 24 de março de 2010

O PMDB virou a noiva mais disputada do momento

O PMDB virou a noiva mais disputada do momento. Agora é o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), quem afirma que vai procurar o deputado federal Henrique Eduardo Alves e o senador Garibaldi Alves Filho em busca de apoio para sua candidatura ao governo do Rio Grande do Norte. “Aguardo e gostaria de contar com esse apoio do PMDB, porque acredito que temos afinidades”, declarou.

A disposição de conversar com o PMDB surgiu após a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que proibiu a formação de coligações proporcionais desvinculadas das majoritárias. O PMDB pretendia não se aliar majoritariamente com nenhuma candidatura, acreditando que, assim, ficaria livre para fechar composições para deputados estaduais e federais com qualquer legenda. A regra do TRE atrapalhou os planos peemedebistas, que agora terão que rever a estratégia eleitoral.

Carlos Eduardo acredita que, com esse novo cenário, é possível unir o PMDB em torno da sua candidatura. Ele contou que ainda não procurou nem havia sido procurado por nenhum dos líderes peemedebistas, mas vai chamá-los para conversar já no próximo final de semana.

O ex-prefeito destacou que o PDT e o PMDB são aliados no plano nacional e vão caminhar juntos em torno da candidatura presidencial da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT). “O PMDB precisa guardar a coerência em nível nacional, apoiando no RN a candidatura que tem a mesma identidade política, que é a nossa”.

Decisão do TRE
Carlos Eduardo afirmou que concorda com a determinação do TRE de vincular as coligações proporcionais às majoritárias, porque isso “fortalece os partidos”. “Em um regime democrático, quem precisa ser forte são os partidos, não seus líderes”, pontuou.

O pedetista disse acreditar que a regra vai “ajudar a criar, por absoluta necessidade, a cultura partidária no país”.

sexta-feira, 19 de março de 2010

BASE ALIADA DE RIACHUELO PODE TA DIVIDIDA??,QUANDO SE FALA EM 2012.

Câmara de vereador de Riachuelo pode ta dividida quando se tatá de eleição, de 2012. (dividida em três)
Divido por três, isto e só para as eleições de 2012, tem os três da oposição que tem como candidato Marcílio, (candidato natural da oposição) vocês devem ta dizendo a isso todo mundo já sabemos,duvido vocês dizerem quem são os outro do bloco de Junior, que mesmo ele não apoiando Mara eles vota nela,são três dos seis que agora vota tudo que Junior quiser,mas quando se trata de eleição para 2012, o grupo esta bem dividido (3x3).
Três com Mara e três com Caetano.vamos ver quem vai levar a melhor.na verdade são dois pré-candidatos, todos com suas qualidades,Mara filha do ex-prefeito Gonzaga,aliado de primeira hora do prefeito Junior Bernardo, Caetano,que tem uma grande confiança de Junior Bernardo e é de cachoeira terra do atual prefeito e tem um grande contato com o povo de Riachuelo.
Não é atoa que ele ta toda semana em Riachuelo. Voltando a falar dos vereadores ,que é objetivo deste comentário,cada vereador faz seus cálculos, se for Caetano quem será o vice,fica a pergunta na cabeça de cada vereador,se for Mara o vice e Caetano e se for Caetano quem será o vice? Esta ai a resposta que ninguém que fala.

quinta-feira, 18 de março de 2010

Cadê o outro Ônibus??

Talvez seja motivo de se comemora, achegada de um ônibus em nosso município, mais com tanta economia que o nosso município vem passando neste últimos anos, já era para a chegada de um ônibus não ser um grande acontecimento.
Lembrando que os últimos prefeitos que passaram depois de Gonzaga não fizeram nem uma sala de aula na nossa cidade.

quarta-feira, 17 de março de 2010

O ÔNIBUS CHEGOU,

Maurício Marques diz que candidatura de Carlos Eduardo garante 2º turno

O prefeito de Parnamirim afirmou que a escolha do deputado estadual Álvaro Dias (PDT) para vice vai ajudar a alavancar a candidatura no Seridó.
Por Alisson AlmeidaTamanho do texto: A ImprimirGabriela Duarte
O prefeito de Parnamirim, Maurício Marques (PDT), disse acreditar que a entrada do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), na disputa pela sucessão estadual vai assegurar o segundo turno da eleição. “[Carlos Eduardo] foi um aditivo. Ele é um candidato fortíssimo, pela história dele como político, administrador e homem sério”, declarou, em entrevista ao Jornal 96 (96 FM) desta quarta-feira (17).

Maurício, porém, não quis opinar sobre quem irá ao segundo turno. “Teria que ter na minha frente uma bola de cristal”, brincou, tentando desconversar. Além de Carlos Eduardo, a senadora Rosalba Ciarlini (DEM) e o vice-governador Iberê Ferreira de Souza (PSB) também são pré-candidatos ao Governo do Rio Grande do Norte.

Marques afirmou que a escolha do deputado estadual Álvaro Dias (PDT) para ser o vice de Carlos Eduardo vai ajudar a alavancar a candidatura do ex-prefeito na região do Seridó, que – estimou – deverá obter boa votação em Natal, Parnamirim e toda a Região Metropolitana.

O prefeito disse estar convicto de que seu apoio ao projeto de Carlos Eduardo não vai atrapalhar as ações administrativas no município, mesmo com o vice-governador e pré-candidato Iberê Ferreira de Souza assumindo a titularidade do Executivo do RN em abril. “Vamos trabalhar com recursos próprios e federais. Não há recursos estaduais em Parnamirim. Não vou pedir nada a Iberê”, sustentou.



Senado
Maurício Marques anunciou que, por enquanto, escolheu apenas um candidato ao Senado – o atual senador Garibaldi Alves Filho (PMDB). Em relação ao segundo voto, ponderou que seu partido está fazendo coligação com outras legendas, como o PCdoB, que tem o jornalista Sávio Hackradt como pré-candidato.

O gestor declarou ainda seu “compromisso” com o ex-prefeito de Parnamirim, o jornalista Agnelo Alves (PDT), que deverá ser candidato a deputado estadual.

Administração
O prefeito anunciou uma série de obras para a cidade, destacadamente nas áreas de drenagem, pavimentação e saúde. Maurício Marques enfatizou que muitas destas obras se devem às emendas destinadas ao município pela deputada federal Fátima Bezerra (PT). A petista teria direcionado R$ 43 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) para aplicação em ações na cidade.

sábado, 13 de março de 2010

PT COM CARLOS EDUARDO ALVES

O diretório estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) abre sua primeira dissidência oficial em favor da candidatura do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), após a resolução em que prioriza a aliança com o PSB no Rio Grande do Norte e, por tabela, à candidatura do vice-governador Iberê Ferreira de Souza (PSB). O documento inicial, elaborado pela executiva estadual, considerou legítima a candidatura do ex-prefeito após o Movimento PT, do qual faz parte a deputada federal Fátima Bezerra, ressaltar a importância de não se excluir o nome do candidato pedetista do rol de debates com vistas à eleição ao governo do Estado, este ano. Ontem, membros da TM (Tendência Marxista) reuniram-se com Carlos Eduardo e comunicaram a decisão do grupo em fazer valer o apoio ao PDT. “Nossa ideia é fazer um grande movimento interno no intuito de ganharmos o partido em defesa do nome do ex-prefeito de Natal”, disse Carlos Teodósio, membro da TM.


Marcelo Barroso
Carlos recebe visita de militantes que prometem lutar pela adesão de outras correntes petistasA Marxista é a mesma que suscitou o nome da ex-secretária de Planejamento do Município, Virgínia Ferreira, como pleiteante do partido para a disputa à Prefeitura de Natal, em 2008, tese esta que acabou sendo corroborada por praticamente todo o diretório, tendo na deputada Fátima Bezerra a principal defensora entre as lideranças. A ideia tomou força à época, mas não prosperou sobretudo porque PMDB e PSB acabaram unindo-se ao PT em prol da candidatura da deputada federal petista. Carlos Teodósio afirmou ainda que a defesa ao nome de Carlos Eduardo não se limita à TM. A tendência Articulação de Esquerda (AE) dispõe do mesmo posicionamento. “Além disso nós temos muitas pessoas de maneira independente dentro do PT que reforçam a tese de que Carlos Eduardo é o melhor nome para estar unido ao PT por questões ideológicas e também pelo que representou sua gestão enquanto prefeito de Natal”, reforçou o petista.

Embora haja no diretório estadual petista uma corrente que defende, hoje, o nome de Carlos Eduardo como candidato do partido ao governo do Estado, as principais lideranças, incluindo-se o deputado estadual Fernando Mineiro e a própria deputada Fátima Bezerra, além dos presidentes do diretório estadual, Eraldo Paiva, e de Natal, Fernando Lucena – continuam a externar apoio irrestrito ao projeto do vice-governador Iberê Ferreira de Souza e da governadora Wilma de Faria (PSB) ao Senado. Entre os diretórios regionais, dois municípios – Acari e Santa Cruz – já se posicionaram em favor da candidatura do PDT.

O ex-prefeito de Natal comentou a visita do grupo petista ao seu escritório de trabalho. “Eu ainda espero o apoio do PT, mas não que isso seja condição para minha candidatura, eu serei de qualquer forma, mas porque vejo respaldo ao nosso projeto”, enfatizou. Ele desmentiu também que tivesse cobrado dos correligionários do presidente Lula da Silva o apoio da última eleição municipal. “Não houve nenhum compromisso porque nós não tratamos a aliança de 2008 desta forma. Jamais barganhamos qualquer coisa”, concluiu.

POR QUE ELA NÃO VEM A RIACHUELO?/

12 de março de 2010 às 09:42 Wilma de Faria é citada pela Folha na lista de governadores que inaugurarão “obras inexistentes”
A governadora Wilma de Faria foi citada hoje pelo jornal Folha de São Paulo na lista dos chefes de Executivo que inaugurarão até o início de abril “obras inexistentes”.

Pela contabilidade da Folha de São Paulo nos 20 últimos dias de administração a chefe do Executivo potiguar “inaugurará” 160 obras.

Leia a matéria completa:

Assim como os presidenciáveis José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), os governadores que deixarão os cargos até 2 de abril para disputar o Senado também correm para inaugurar “obras” -muitas inexistentes até no papel- antes de saírem. Assim, promovem a si e a seus candidatos à sucessão. Os governos negam que os eventos tenham caráter eleitoral.

Em todo o país, são pelo menos 160 obras até o fim do prazo de desincompatibilização.

Só no Rio Grande do Norte, governado por Wilma de Faria (PSB), a intenção é inaugurar cerca de cem obras até o fim do mês. O candidato de Wilma à sucessão, o vice Iberê Ferreira (PSB), luta contra o favoritismo de Rosalba Ciarlini (DEM).

“Está todo mundo feito doido aqui, ninguém dorme, ninguém faz mais nada”, disse Frederico Mesquita, do Gabinete Civil.

Para eleger o sucessor, o atual vice Antonio Anastasia, o governador mineiro Aécio Neves (PSDB) também cumpre intensa agenda. Até para “inaugurar” uma unidade de saúde em São João del Rei que deve funcionar apenas em maio.

Até o final do mês, ele participa de pelo menos outras duas inaugurações. Na agenda, também estão anúncios de obras em duas fábricas e visitas a pelo menos seis cidades do interior.

Em Santa Catarina, desde o início do ano o governador Luiz Henrique (PMDB) vai a cerimônias -muitas de assinatura de ordens de serviço e entrega de terrenos para futuras obras.

No dia 30, ele inaugura 29 obras de melhorias em escolas da região de Blumenau -algumas delas, porém, já estão prontas desde 2007.

A agenda do governador chegou a incluir, no fim do mês, a inauguração da mesma quadra de esportes aberta ontem pelo vice Leonel Pavan (PSDB), que é pré-candidato ao governo.

O governador do Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB), só anuncia no fim de março se disputará o Senado. Enquanto isso, programou duas cerimônias para lançar obras que serão entregues em 2011 e 2012.

Pré-candidato ao Senado, o governador de Mato Grosso, Blairo Maggi (PR), investe em cerimônias parecidas a comícios. Ao lado do vice e pré-candidato ao governo, Silval Barbosa (PMDB), percorre o Estado para entregar máquinas agrícolas a prefeitos.

Blairo chegou a inaugurar em dezembro -um ano antes do previsto- um trecho de uma rodovia que, três meses após o descerramento da placa, não foi entregue. Pior: o asfalto não resistiu às chuvas, cedeu e há buracos em vários trechos.

Obras inacabadas

No Amazonas, o governador Eduardo Braga (PMDB), pré-candidato ao Senado, deve inaugurar uma estação de tratamento de água que ainda não tem concluída a parte elétrica e a rede de distribuição.

Ele também deve inaugurar um hospital cujo anexo, que será destinado ao atendimento das mulheres, não está pronto.

Em Rondônia, as chuvas fizeram com que o governador Ivo Cassol (PP) só tenha na agenda a inauguração de um aeroporto. Ele esperava inaugurar também um centro administrativo nos moldes do construído por Aécio em Minas, mas promete só fazer a festa se a empreiteira vencer o mau tempo.

Sua assessoria afirmou que ele só inaugura “obra pronta e não plaquinha ou maquete”.

O governador do Paraná, Roberto Requião (PMDB), também intensificou sua agenda. No primeiro trimestre, ele deverá participar de 50% mais inaugurações do que no mesmo período do ano passado. Seu pré-candidato ao governo é o também peemedebista e atual vice Orlando Pessuti.

Outro lado

Os Estados negaram que haja interesse eleitoral na agenda de inaugurações.

Segundo a assessoria de Wilma de Faria (RN), a “maratona” de cerimônias ocorre desde 2009″. A assessoria de Aécio Neves (MG) disse que suas ações não têm caráter eleitoral. Sobre a unidade de saúde que será aberta em maio, a assessoria disse que seu funcionamento depende da prefeitura e do SUS.

Em Santa Catarina, a inauguração de obras prontas é justificada pela “falta de espaço na agenda” de Luiz Henrique. Quanto à dupla inauguração da quadra de esportes, a alegação do governo é que o evento foi adiantado para ontem e deixado a cargo do vice-governador.

Segundo a assessoria, as cerimônias servem para dar satisfação à população.

Em Mato Grosso, o governo disse que “se surpreendeu” com a aparição de “anomalias” na estrada inaugurada com um ano de antecedência e disse que a cerimônia não foi precipitada.

Segundo a assessoria de Paulo Hartung, a participação dele em cerimônias de início de obras é rotineira.

O governo de Rondônia e do Piauí também negaram interesses eleitorais nos eventos. No Paraná, o governo disse que as cerimônias seguem programação normal. O Estado do Amazonas não se manifestou.

segunda-feira, 1 de março de 2010

JA PENSANDO EM 2012,(2)

Prefeito de Riachuelo Junior Bernardo faz reunião com lideranças e sua bancada de vereadores, esta reunião foi para trata da candidatura de Mara e Caetano, ela que é candidata a prefeita desde criança, quem não si lembra quando Mara ainda criança já divulgava sua candidatura ,e seu nome foi crescendo e hoje é a candidata natural do seu partido, é um nome que tem uma grande rejeição ,não do povo mais de pessoas do DEM partido que ela deu seu primeiro voto.


Uma pessoa que participou da reunião disse que o clima da reunião passou dos 40 graus .e ela disse que é candidata de todo jeito,mas para ela garantir sua candidatura tem que ter o controle de um partido, hoje ela não tem.

Eu quero ver depois das eleições , para governo como vai ficar esta base que hoje tem dificuldade de manter uma candidatura que nasceu dos braços do povo e do prestigio da sua família que não se iluda tem muito prestigio dento do nosso município .

O argumento que se usa é que ela vai se unir com sua família, dela , interessante são pessoas que tiveram ao lado de Marcilio, todo o seu mandato ou quase todo, estas pessoas não tem o que temer já foram aliado dele mesmo.